O programa “Palmas para Minas” vai implantar sete Unidades de Multiplicação de Palma Irrigada e fornecer equipamentos de apoio e plantio - como trator, picadoras de palmas e resfriadores de leite - para pequenos produtores rurais do que sofrem em função da seca prolongada.

O programa, articulado pelo SISTEMA FAEMG Federação da Agricultura e Pecuária de Minas Gerais com outras 13 instituições está sendo implantado através de vários parceiros, reunindo um conjunto de atividades que visa fomentar o uso da palma forrageira como alternativa para garantir a segurança alimentar de rebanhos e reduzir os custos de produção em regiões atingidas pela estiagem. A disseminação da palma na região vai garantir a mitigação dos riscos de perdas decorrentes dos períodos de escassez hídrica.

Entre os municípios contemplados de imediato com a ação estão Porteirinha e Nova Porteirinha no semiárido mineiro. Em cada localidade será implantada uma unidade de multiplicação de palma de 1 hectare. Os outros cinco municípios ainda serão definidos, mas cada um vai receber uma unidade de 0,2 hectare.

Por que a Palma Forrageira?

A palma forrageira é uma alternativa para alimentação dos rebanhos pela grande capacidade de armazenar água. Além disso é rica em energia e é fácil de ser digerida pelos animais. A espécie também é tolerante à seca e tem baixo custo de produção. Largamente difundida no Nordeste do Brasil, a planta da família das cactáceas tem origem no México.

Além da Faemg, participam do programa "Palmas para Minas": Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), Comitê da Bacia do Rio Verde Grande, Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater/MG), Embrapa Milho e Sorgo, Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig), Fundação para o Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Fundetec), Instituto Federal do Norte de Minas, Sebrae MG, Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/MG), Sicoob Credinor – Montes Claros, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM), Universidade Federal de Minas Gerais – Campus Montes Claros, Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ - Campus Sete Lagoas) e Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes).